03 dezembro, 2007

Muito lento, ... lentamente !!!

Com a já gasta e esfarrapada desculpa de que não há verbas, neste nosso concelho tudo funciona muito lentamente e a passo incerto.
Há sempre as excepções que confirmam as regras, como as pavimentações urgentes de algumas ruas com trânsito presidencial, mas a regra no concelho é evitar o stress e... muita calma na hora de agir. Convém também um certo secretismo e não explicar nada a ninguém, porque... não vá o diabo tecê-las.

Mas nem tudo vai mal. Vem aí a ZIM, as obras na Casa Açores (que julgo serem para o Museu Roque Gameiro) já se iniciaram, está quase, quase, quase pronto o Carsoscópio, as obras do Cine-Teatro S. Pedro lá continuam, e, vem aí o Museu da Pele já adjudicado ao Grupo Lena, cujo projecto ainda está a ser executado pelo construtor (?!?!).



A avaliar pelas demoras e investimentos já realizados, este Centro de Ciência Viva no Alviela (Carsoscópio) deve ser uma obra colossal. Começou a ser idealizado na década de 80, teve data prevista de conclusão em Setembro 2005, já teve inauguração marcada com o Presidente da República em 7 Junho deste ano, o site da CMA noticia, deste Agosto, que a inauguração está para breve e o centro em fase de conclusão de testes. Espantoso! Será que vamos ter essa prenda ainda este Natal? Hum... talvez lá para 2008/9.
Não há pressas, a obra é para ser um marco nacional (?), e quanto mais junto a eleições, mais palmas se ouvirão.

E o Cine-Teatro S. Pedro em Alcanena? Bem, cala-te PM que esse é um assunto ultra-secreto e só para meia-dúzia de iluminados. (Psss)
Confesso que tenho uma curiosidade aguçada para estas coisas e gostaria de saber imenso quanto milhões já gastámos só nestas duas secretíssimas obras. Se somarmos isso aos custos do Pavilhão Multiusos, da Biblioteca, e do futuro Museu da Pele, dá para verificar que até se têm dispendido umas massas no investimento cultural de Alcanena.
Os resultados é que oferecem muitas dúvidas e o dinheiro vai-se indo.



Mas tudo bem. Aqui por Minde estamos todos satisfeitos porque os Senhores de Alcanena já enviaram um empreiteiro para dar um arranjo á Casa Açores, temos iluminação de Natal, e, a nova rua do loteamento dos barracões já está toda alcatroada e com bom aspecto. Afinal sempre se vai fazendo alguma coisa cá na terra.
Muito Obrigado Digníssímos Autarcas da CMA, com os votos de um Feliz Natal e Próspero Ano Novo !!!




Como presente, deixo-vos este vídeo, produzido pela Universidade Aberta, para irmos continuando a sonhar, alegres e contentes, com o futuro e sebastiano Carsoscópio no Alviela.
PS: Se me conseguirem arranjar um convite para a inauguração, prometo que o mando emoldurar e até serei capaz de ir a Fátima a pé. Please !!!

6 comentários:

vmcs disse...

Ó Pedro, andas zangadito com o agrupalhamento ICA ... tem calma contigo, que dá-te uma coisa. Já pareces euzinho, às vezes. Qualquer dia começam a dizer TAMBÉM que és bruto ;-)

pm disse...

Esta valeu uma valente risada. Valha-nos isso !!!
Não ando zangado, mas muito pouco satisfeito. Acho que podiam, e DEVIAM fazer MUITO MAIS.
O Concelho está em queda acentuada, e isso afecta-nos a todos nós, e muito !!!

Um Abraço,
PM

O X disse...

Falta ai uma obra... desta junta
A escadaria que liga a estrada N. S. Fátima à urbanização das saramagas.

Ops, será que se esqueceram de alargar os degraus?!?!?!?

Anónimo disse...

Corre à boca cheia que o espaço ocupado é público. Que tem o senhor presidente da junta a dizer sobre o caso? Como está envolvido no caso deve saber bem o que anda a fazer. Convinha perguntar ao construtor daqueles edificios (engº João Carlos da Silva Ferreira) se construiu MESMO na extrema do terreno ou deixou o espaço para ser ocupado pela escadaria do Tony ICE.

O zé do trobone disse...

Ouvi dizer que antes de ser presidente da junta, andava sempre a perguntar ao executivo anterior quando faziam a escadaria, como não a fizeram, agora que chegou a presidente da junta, resolveu o problema.

João Pedro Almeida disse...

Boas, Pessoal!

É só para informar que tenham um bocado de mais cuidado com os nomes que usam para assinar os vossos comentários (mais concretamente o ‘Zé do TROMBONE’), não vá alguém confundir com os trombones da banda de Minde, que nada têm a ver com este tipo de comentários.

Obrigado