03 junho, 2008

Os nossos "amigos" da CMA

O JMQ já a semana passada aqui abordou este assunto, mas a mim revolta-me o desprezo que os actuais executivos da CMA dão a tudo o que se faz em Minde. É indignante, humilhante, e... só me apetece dizer meia-dúzia de palavrões.
No passado Sábado houve teatro em Alcanena, produzido pela companhia de teatro Chapitô de Lisboa, e em Minde, produzido pelo Grupo Boca de Cena.

A peça de teatro levada a cena no S. Pedro foi amplamente noticiada no site oficial da CMA e no E-viver Alcanena, mas sobre o teatro levado a cena em Minde nem uma palavra.

Será que um espectáculo "importado" e pago pelo dinheiro dos n/ impostos (sim, é a CMA que subsidia os espectáculos no S. Pedro) que provavelmente nem metade da sala encheu, tem mais importância do que uma peça ensaiada e produzida pela prata da casa, que quase lotou o Cine-Teatro de Minde 3 vezes?
É esta a aposta cultural que este executivo tanto apregoa?
É assim que se promove e fomenta o desenvolvimento cultural do concelho?

Situação idêntica se passou com o BTT MINDE. Nem uma palavra, apesar de ter sido enviada muita documentação. Até um PDF.
Mas uma concentração de motars que a CMA vai levar a efeito no Alviela no próximo dia 15 já tem honras de notícia na agenda.
O mesmo se tem passado com qualquer outro evento. Já viram alguma notícia sobre Minde, ou outra terra do concelho, aparecer no site da CMA?
Será que o site da Câmara se tornou no site oficial do S. Pedro?
Como o JMQ dizia, esta dicotomia é gritante e são horas de os Mindericos abrirem o olhos e repararem bem neste tipo de descriminação e da forma como somos tratados.

Mas a JF de Minde também tem culpas no cartório. Se visitarmos a página destinada a este organismo de Minde no site E-viver, verificamos que a última notícia sobre a n/ terra, datada de 06.12.2007, diz o seguinte:
"Covais ocupados há mais de 10 anos
Avisam-se todos os interessados que a Junta de Freguesia retomará a posse dos covais ocupados há mais de 10 anos e que não foram comprados. Qualquer reclamação ou prova de compra deverá ser apresentada no prazo de 30 dias a contar desta data. "
Simplesmente s/ comentários, e revalador do brio dos n/ representantes.

E a propósito de notícias actualizadas, se abrirmos hoje o site da CMA, vemos na primeira página a notícia da inauguração do Carsoscópio datada de 19.12.2007. Eu até pensei que vinha aí outro carsoscópio.
Como se costuma dizer: A minha alma anda pasmada.
Já não sei se isto é incompetência, ou se fazem mesmo de propósito.

PS: Quando o "fogo de artíficio" se esgotar, logo telefonarão para que o Grupo Boca de Cena leve uma peça ao S. Pedro e que a SMM lá leve a Xaral's Band.
Por enquanto, o palco é dos "estrangeiros" pagos a peso de ouro. Depois convidam-se os grupos locais a troco de promessas de uns subsidiosecos. É a política dos novos ricos, á custa dos novos pobres.

13 comentários:

Anónimo disse...

Tanta guerra com que alcanena não diz, não faz, não publica. será que ainda não perceberam que a invejazinha é que move o silêncio deles? deixem-nos em paz e mandem às ortigas sites desactualizados, teatros não publicitados ou indiferenças sucessivas. eles querem é posts como este a dar-lhes importância. ai mindericos mindericos, vivam, curtam, façam coisas giras e esqueçam quem não interessa. belo teatro. parabéns.

Anónimo disse...

concordo plenamente!!! os alcanenenses é que se têm de colar a nós, se quiserem ser alguem na vida... estudei em alcanena e sei bem o que os mata... quando algum cidadão do mundos nos pergunta "então e Minde fica aonde??" o que nós rspondemos: fica perto de Fatima... esta resposta é como uma facada para eles... é muito triste ser se de Alcanena... acerditem que é.. ass: só me lembro deles quando vou a casa de banho.

pm disse...

São pontos de vista, mas as coisas não são bem assim.
Não se trata de um jogo Minde X Alcanena.
Trata-se de um site representativo de um concelho a que nós pretencemos e onde nós pagamos impostos iguaisinhos às outras terras do concelho.

A CMA tem a obrigação e o dever de olhar por todo o concelho e não só por aquilo que interessa a alguns. É para isso que foram eleitos e ganham chorudos ordenados.

Não se trata de invejas ou protagonismos. Não se trata das pessoas de Alcanena ou de Minde.
Trata-se da gestão de uma câmara municipal que não é imparcial, que em nada tem beneficiado a nossa terra, e que muito tem comtribuído para o declíneo em que nos encontramos.
Essa é a grande verdade.

Quem não se sente não é filho de boa gente, e por estarmos habituados a ficar calados e a ver a banda passar é que as coisas se vão passando assim.

pm disse...

E já agora convém não esquecer:
Minde nunca teve tanta representatividade na CMA como tem actualmente.

Anónimo disse...

«façam coisas giras e esqueçam quem não interessa»

É fácil de dizer, mas com os fabulosos apoios desta câmara é dificil de fazer

Anónimo disse...

É uma vergonha a desigualdade de tratamento que a Câmara de Alcanena tem entre Alcanena e Minde e as outras localidades no concelho.

É uma vergonha. Estamos entregues à mediocridade e a um bando de incompetentes que se estão cagando para Minde. Esta é a verdade dos factos e não há ninguém que apresente um argumento ou um facto que se aguente perante esta realidade.

Não percebo é como é que há tantos Mindericos na Câmara agora e não fazem nada! E não é preciso fazer muito!

Custará muito dizer ao responsável do site da Câmara que não está a trabalhar bem?!

Mas de que é que têm estas pessoas medo?

Ó João José, no próximo mandato já não estás aí! Faz alguma coisa por nós enquanto podes!!!

António Branco: tu não precisas disso para nada nem de aturar essa canalha. Não és capaz de mandar um murro na mesa perante um Azevedo, um Marcelino ou um Café (?!)?

Basta desta pouca vergonha...!

ps: Micaelo, este teu post é digno de ser emoldurado. Devia ser publicado também no Jornal de Minde.

Mindericus Vulgaris disse...

A triste realidade de Minde - 6 comentários, 4 anónimos, sendo que os 2 assinados são do Pedro.

É com gente corajosa como esta que se pensa dar a volta à situação?

E pergunta um dos anónimos com toda a lata de quem é que eles têm medo!!!!!

E o anónimo tem medo de quem para não assinar?

Barda!!!

Não há tomates, rapazes?

clemente carvalho disse...

aqui o problema n é ter tomates ou não.

aki o problema é o k alcanena faz a minde.. é como se kize-se passar por cima de nos.. dando + importancia ao k se passa la por akeles lados, mas isso pouco importa... pk a inveja é uma cena bues bixada. certamente alcanena tb gostava de ter um grupo de teatro ou uma fanfarra ou uma banda ou uma equipa de futebol ou futsal, ou qq outro grupo onde se trabalhe com gosto, mas n tem n tem pk n ker... pk deve de haver pessoal na cma k pensa k minde n faz parte do concelho.

mas isso ja n é novidade ate pk para mts mindricos k qd questionados onde moram, 80% dizem perto de fatima ou perto da mira..

e digo mais apesar dos apoios... tenhu mais orgulho nos trabalhos das colectividades de minde do que nos trabalhos dos de alcanena e axo k é isso k alguns mindericos sentem neste momento.

ali para os lados de alcanena nao ha ideias novas, é sempre a seguir o vizinho do lado... se não reparem e digam-m o k é k há em alcanena k n ha num raio de 20km???
(infelizmente qd se tenta fazer difrente em algumas freguesias d'alcanena e tenta-se desenvolver o concelho com cultura .. dá nisto - ja diz o velho ditado + vale um passaro na mao do k dois a voar)

enfim ... axo k assim vamos longe
:(

ja agora parabens ao grupo boca de cena ... tiveram 5*..

Mindericus Vulgaris disse...

Não me entendeu o Clemente. A falta de tomates, ou seja, dar a cara, e refilar junto do poder camarário, é o que leva a este estado de coisas. Toda a gente morde, mas é pela calada.

Tantas vezes que eu ouço dizer - eu cá não quero problemas. E, entretanto, ELES fazem o que querem e vão dando as migalhas que entendem.

Valha-nos que Minde é mesmo muito dinâmico a nível de colectividades. Sempre foi e continua a ser. O Boca de Cena, orientado pelos 88 anos do Sr. Rogério Venâncio, demonstro-o bem.

Já agora e esta é para os Alcanenenses - a Relíquia foi ensaiada para inaugurar o Teatro de S. Pedro - ALGUÉM se esqueceu da promessa.

Tá mal. Gozaram mais uma vez com os Mindericos.

wolfinho disse...

A peça que foi pedida pelo presidente para inaugurar o Teatro São Pedro foi o "Prémio Nobel" e não a "Reliquia"

A mesma peça foi levada a cena em Minde em 2005 (data que foi pedida pelo presidente para estar pronta.

Mindericus Vulgaris disse...

Bom dia Henrique

Obrigado pela informação. De qualquer modo o texto do meu comentário mantém-se, ressalvando a troca de nomes das peças.

Anónimo disse...

E, segundo o que ouvi comentar, ainda não pagaram os 3000 euros relativos aos custos dos cenários e que se comprometeram a pagar

pm disse...

Ou eu me expressei mal no texto, ou há aqui muita gente que não entendeu bem.
Como já referi, isto não se trata de uma questão entre Minde ou Alcanena. Cada povoação tem as suas características e os seus hábitos.

Trata-se de uma questão de gestão do Concelho.
Eu não confundo a CM Alcanena com a vila de Alcanena.
Aliás, na CMA existem quase tantos vereadores e responsáveis eleitos de Alcanena como de Minde.