22 maio, 2008

Direitos de Autor (alterado)

Como autor inicial do post em causa, tenho a esclarecer o seguinte:
  1. O problema não estava na transcrição em si, mas sim no facto de eu (JMQ) ter feito a transcrição. Se tivesse sido o Pedro Micaelo não teria havido problema.
  2. Logo não está aqui em causa um questão de direitos de autor mas apenas uma questão pessoal, que pensava ter sido ultrapassada. Lamento ter-me enganado.

O proprietário do site em questão (PNETmulher) usa e abusa da transcrição dos textos originais publicados neste blogue por mim ou pelo Pedro Micaelo, sem nossa autorização. Espero que, por uma questão de coerência, o Sr. Vítor Manuel Coelho da Silva APAGUE do Portal Minderico todos os meus textos que transcreveu deste blogue,

SEM MINHA AUTORIZAÇÂO.

Espero não mais ser obrigado a intervir nesta questão. A vida continua...

João Manuel Querido

O tíulo deste post, assim como o seu conteúdo, foi alterado pela 2ªvez, pelo que entendi fazer um pequeno esclarecimento público.

Inicialmente, o JMQ, publicou neste espaço um texto e foto retirado doutro site (PNETmulher) com referência á autora, Paula Capaz, e link para o mesmo site.
Tanto a autora, como um dos proprietários do referido site não apreciaram a idéia e, legítimamente, protestaram contra a transcrição do texto, tendo até exigido que o mesmo fosse retirado deste blog. Algo que o autor do post, JMQ, de imediato fez, tendo-o substituído pelo texto que se pode ler no fim deste meu esclarecimento.

Como já tenho referido, o Minde-Online é um blog iniciado por mim, mas não o quero para mim. Como tal, os apelos para colaboradores têm sido públicos, tendo até já sido concedidos direitos de administração do blog (iguaisinhos aos meus) a outros autores, como é o caso do JMQ, que pode até intervir na polémica questão de aprovação dos comentários.

Não quero, nem pretendo, que o Minde-Online esteja inteiramente dependente da m/ pessoa, até porque eu também tenho vida privada e profissional e as consequentes faltas de tempo e disponibilidade regular para "manter o blog em dia", como muitos já exigem. Recordo que todo o esforço é feito voluntariamente, e os voluntários não são muitos.


O que os autores dos artigos aqui publicados escrevem, ou transcrevem, é de completa responsabilidade dos mesmos, não tendo como premissa quaisquer necessidade de concordância com as m/ opiniões.

Pessoalmente, achei um pouco exageradas, mas legítimas, as reacções ao post inicialmente publicado, podendo apenas garantir que, pela m/ parte, tentarei evitar quaisquer futuras referências ao site citado.
Quanto a futuros textos da autora, já não garantirei o mesmo. Ela até é minha prima, e esse assunto ainda sou bem capaz de o resolver em família. Cumprimentos e beijinhos,
Pedro Micaelo




Paula Capaz escreve no site PNET mulher
Para todos os mindericos interessados, após o mês de Janeiro deste ano a nossa conterrânea Paula Capaz passou a escrever no site PNETmulher.
Se quiser, poderá clicar directamente aqui.

17 comentários:

Anónimo disse...

Por favor, não melindrem o Victor nem a Paula.
Eles são intocáveis!
São o must, quer do jornalismo minderico, quer da cultura minderica!
Presunção e água benta cada qual toma a que quer!
Haja pachorra!

Anónimo disse...

É bem verdade o antigo ditado:

Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades

Anónimo disse...

Ó Micas,
Deixa de dar tempo de antena a esse grande defensor de Minde que nunca sequer foi capaz de publicitar o btt como ele mereceu. Nem um link para o vosso site ele foi capaz de meter.
Ele que mude o nome do portal minderico, porque o negócio dele é a ptnet
XXL

Anónimo disse...

Há pessoas que se julgam muito importantes e acham que o que escrevem não pode ser objecto de cópia ou transcrição para outros sites.

Atenção Jornal de Minde com o que transcrevem do Portal Minderico (embora pouca coisa haja lá que valha a pena) ou dos diversos sites PNET! Só com autorização superior e, se calhar, depende de quem transcreve, se o Henrique, se o Agostinho.

Mas transcrever comentários colocados neste blogue, criar até novos blogues com comentários colocados no blogue do micas, isso já não conta.

Os telhados de vidro são os dos outros!

arre gaita disse...

Este Vitor é mesmo uma anedota em pessoa...
Então, passa o tempo a copiar os textos deste bolg sem autorização e agora reclama do mesmo processo.
Por estas e por outras é que o minde-online tem visitas e o "portal" se tem esvaziado...

Viva o BTT, mesmo sem ser muito publicitado no tal dito "portal" foi um sucesso.

Anónimo disse...

Dr. João Manuel: Escrever a vermelho é feio. Deixe-se de provocações em público e resolva as coisas em privado que lhe fica muito bem. Os e-mails servem para isso, sabia? Abraços e aprenda que ninguém está interessado em ler aqui os problemas com que se depara por não ter bom senso.

arre arre disse...

Os primeiros comentários deste post denunciam duas coisas:
1º - Invejazinha fedorenta.
2º - Botar faladura sem conhecimento.
Vá lá, eu ensino, não se deve escrever sobre o que não se sabe meus amigos, é pôr o pé em ramo verde. Depois, passamos por ignorantes e é muito desagradável. Ah pois é!!!

Anónimo disse...

nota: os textos são da inteira responsabilidade da cronista

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico deste texto sem o consentimento prévio e expresso da autora. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.


O Dr. Joao Manuel Querido afirmava na cópia integral do texto que fez, que tinha a expressa autorização da autora, o que era mentira.

Parece que a autora desde há muito que tinha proibido o Dr. João Manuel Querido de lhe enviar emails e de a contactar.

Este Dr. é um abusador. Note-se que o texto não foi tirado do portal minderico, mas sim de um site de uma empresa.

O Dr. Joao Manuel Querido abusou, deturpou e MENTIU.

O Dr. Joao Manuel Querido pode linkar os textos que quiser. Não pode é trancrevê-los na integra sem autorização expressa da autora, como muito bem sabe o Sr. Pedro Micaelo, primo da autora. Basta falar com ela e informar-se.

Que eu saiba o Victor não proibiu nem mandou retirar o texto.

JMQ disse...

Pronto, eu fiz transcrição de um texto julgando que a autora tinha assentido nessa transcrição. Pelos vistos só assentiu se ela fosse efectuada pelo Pedro Micaelo. Li mal o texto por ela enviado. Não me posso enganar? Eu estava de boa-fé, pelos vistos outros estão de má-fé.

Logo que a autora me notou isso, fiquei surpreendido com a reacção exagerada mas imediatamente retirei o texto. Só lamento que uma questão de divulgação de um valor que continuo a considerar ser a Paula Capaz ter sido prejudicada por questões pessoais ocorrida há anos.

P.S Escolhi a cor do texto das minhas notas o vermelho. Há algum problema com esta côr por aí? Mas se quiserem vou mudar para verde, tanto me faz.

Espero que estas questões pessoais fiquem por aqui. Se houver mais algo a dizer, que seja por email.

pm disse...

O Anónimo anterior está muito bem informado. Mas esqueceu-se de assinar. Ficava mais bonito.
Mas também não é preciso, porque a proveniência do seu escrito, para mim, está bem clara.

E já agora, poderia acrescentar o resto da história, e evitar mandar bitaites á tôa, tipo "Parece que a autora desde há muito que tinha proibido o Dr. João Manuel Querido de lhe enviar emails e de a contactar". Essa afirmação, é algo que, (V.Exª que tem conhecimentos tão profundos do assunto) deveria averiguar melhor.

Um conselho (se me é permitido):
Dedique-se a assuntos mais interessantes e positivo, V. Exª tem capacidades para isso, e deixe-se de mesquinices e fofoquices.
Com cumprimentos,
PM

Paula disse...

Não se zanguem, não se zanguem. Já passou tudo e não gosto de gente com cara feia :) Agora vamos lá a trabalhar que é para isso que nos pagam. Amanhã é segunda feira e temos que voltar ao trabalho, meus senhores. Abraços para anónimos e não anónimos. Por mim o assunto está, como dizem as ricas tias, "encerradérrimo", tá a ver?

JMQ disse...

Uma coisa apreendi: deixar o passado no seu sitio.

E se outras pessoas não conseguem separar o trigo do joio, paciência, é um problema delas. É apenas uma questão de ... personalidade.

Anónimo disse...

Não podem parar com questões pessoais aqui neste blogue? Mais uma vez o «Minderico anonimus» vem para aqui despejar o seu fel contra o JMQ. Nem sei como o PM deixou publicar isso, chamar a alguém mentiroso. E o JMQ não se defender! Quem cala consente?

JMQ disse...

Quem cala não consente, neste caso. Jurei é que nunca mais responderia ao «Mindericus anonimus» como você lhe chama.

P.S. Essa do «Mindericus Anonimus» está muito boa, muito boa mesmo!!!

Anónimo disse...

Não será melhor "Mindericus Parvus"?

Actor de Santa Mónica disse...

Este deve ser o primo dele que mora em Hollywood e que anda cheio de inveja da rede pnet

Anónimo disse...

Pedro, tens que cortar de vez os comentários dete anónimo (!).O homem vê inimigos por tudo quanto é sítio. Este último post do "actor de santa mónica" é de morrer a rir!