16 dezembro, 2009

CMA vai pagar subsídio de reintegração a vereadores


Com a presença de um novo vereador da coligação do PSD/CDS, António Castanheira, que se apresentava como quarto candidato na lista às eleições autárquicas e que substitui a vereadora Renata Henriques, que solicitou a suspensão do mandato, ate final do mês de Janeiro do próximo ano, o executivo camarário de Alcanena reuniu em sessão ordinária esta segunda feira, no salão nobre dos paços do concelho.



Com diversos pontos agendados para discussão e aprovação, no “período antes da ordem do dia”, a presidente da câmara, Fernanda Asseiceira (PS), foi questionada pelos vereadores da oposição sobre vários assuntos. O vereador Marcelino Camacho (ICA), solicitou justificação, «pela não participação de uma representação da câmara de Alcanena, no Congresso da Associação Nacional de Municípios, realizada recentemente na cidade de Viseu». A presidente respondeu, justificando, «não houve deslocação, motivado pela situação financeira que a câmara se encontra».

Outro dos assuntos também debatidos foi a situação do quartel dos bombeiros. A presidente da edilidade, informou «que após duas reuniões com os representantes dos bombeiros, ficou decidido que vai proceder-se a uma remodelação e adaptação dos espaços existentes no aquartelamento para melhoria das condições daquele espaço, o mais rápido possível».



Sobre a elaboração do Orçamento e Plano de Actividades, Fernanda Asseiceira, esclareceu na reunião, que «a câmara está a desenvolver o trabalho de elaboração do Orçamento e Plano de Actividades para 2010, envolvendo responsáveis hierárquicos de vários sectores da câmara e aproveito para solicitar aos senhores vereadores da oposição uma contribuição também de envolvência com propostas válidas para o mesmo.

É muito possível que não seja possível apresentar os processos à Assembleia Municipal até final do ano, por não estar apurada na íntegra a real situação financeira da autarquia», referiu Fernanda Asseiceira, «recordo que a lei permite que o processo pode aprovado até final do mês de Abril, o qual, decerto vai acontecer antes daquele prazo», adiantou.

Estava também agendado um ponto no sector de Recursos Humanos, no qual constava os pedidos de concessão/atribuição do subsídio de reintegração, formulados pelos vereadores, João Silva e Artur Simões, referente aos mandatos dos anos entre 2002/2005 e baseado num parecer de um jurista, foi decidido aplicar o mesmo baseado na lei vigente na altura, (a mesma foi revogada pelo anterior governo, não se aplicando às situações actuais).

Os subsídios a atribuir superam os 41.000€, devendo os mesmos serem liquidados numa só tranche, conforme a lei.
Publicado no "O NAVEGANTE"

15 comentários:

Anónimo disse...

Enfim, mais 41.000 iuris a sair da Câmara tal como tantas outras quantias que não foram aplicadas directamente em prol do Conselho. Seria bonito ver ambos os Vereadores cederem esta verba a algumas das colectividades/instituições do Concelho, visto que a Câmara se encontra em dificuldades economicas.

boca na concertina disse...

os vereadores que deixaram a câmara falida ainda vão receber uma compensação depois de terem sido varridos da câmara?!

então andaram na câmara e não deixaram de trabalhar na casa deles e ainda recebem isto?!

não há dinheiro para pagar papel na câmara e nos serviços municipalizados e vai haver dinheiro para pagar € 41.000 (quarenta e um mil euros = 91 salários mínimos) a quem derreteu o dinheiro de todos nós não se sabe bem onde, como e porquê?

tá-se bem.

Pinóquio disse...

Independentemente de concordar ou não com a atribuição do subsídio, se a lei lhes permite receber tal quantia, está correcto. Afinal, anda tanta gente a "abotoar-se" com determinadas quantias que nem a lei permite...
Por outro lado, parece-me que a situação financeira da Autarquia não deve ser assim tão má! Há dinheiro para Vereadores, para Secretários, para Chefes de Gabinete, para Assessores, para... auditorias... E se em relação à necessidade de pessoal da sua confiança política ainda se pode dar o benefício da dúvida, já em relação ao dinheiro que irá ser gasto na auditoria, não dou a dúvida nem o benefício. Parece que a actual Presidente da Câmara Municipal de Alcanena não deve ter percebido muito bem o que por lá andou a fazer durante todos os anos em que foi Vereadora. É pena. Ficava-lhe bem, agora, ter o real conhecimento das "coisas"!

Anónimo disse...

É mamar até ao tutano.
Assim vai a nossa política, a nossa educação...

Anónimo disse...

Ao fim de dois meses já é o nº4 do PSD que vai ás reuniões. E queriam eles governar. Com quem?

Debater-Minde disse...

Deixaram a Câmara falida, mas ainda lhes vamos todos pagar

Informam os blogs Navegantes e Minde-Online que na última reunião de Câmara foi deferido um pedido dos ex-vereadores João José Silva e Artur Simões de ser-lhes pago um subsídio de reintegração na sua actividade privada, como compensação pelo tempo de serviço prestado como vereadores, no montante global de € 41.000.

Acho incrível que estes dois ICA's, tendo deixado a Câmara de Alcanena numa situação económica e financeira miserável, literalmente à beira da falência, venham agora pedir que lhes seja pago um subsídio de reintegração que ascenderá a € 41.000.

Pode ser legal - na notícia informam que há já um parecer e uma decisão -, mas não deixa de ser censurável ética e socialmente. Para as pessoas terem uma noção do que se passa, a Câmara de Alcanena neste momento debate-se com problemas gravíssimos a nível de tesouraria, não havendo dinheiro literalmente para nada, nem sequer para gasolina!

Continuam a cair facturas de fornecedores no departamento financeiro da Câmara e continua-se sem se conseguir perceber o que foi feito do dinheiro da Câmara e onde é que ele foi efectivamente gasto e porquê. Isto para além de ser altamente discutível que estes vereadores tenham direito a este subsídio, quando ele já terá sido revogado e quando se destinava a compensar os vereadores que tinham abandonado a sua actividade privada e sacrificado-a durante o tempo de permanência em serviço público exclusivo. Ora, querem-me dizer que estes 2 ex-vereadores abandonaram as suas actividades privadas durante os últimos 8 anos…?!! Ou, por ex. no caso do Artur Simões, que terão alguma dificuldade ou prejuízo material em voltar à sua profissão?!!

Espero que a autarquia, mesmo que seja obrigada a pagar isto, que apenas lhes pague quando resolver o sufoco financeiro e de tesouraria em que se encontra. O interesse público e o superior interesse da autarquia assim o exigem. Se não há dinheiro nem para gasolina, não pode existir agora dinheiro para pagar de imediato € 41.000 a quem arruinou completamente as finanças do concelho.

Acresce que continuam a correr termos processos na IGAL, que poderão determinar responsabilidades financeiras directas para estes 2 vereadores. Não seria melhor esperar pela resolução desses processos antes de se pagarem essas quantias…?

Que mais surpresas nos reservará o estado miserável em que os ICA’s deixaram a Câmara…?

Anónimo disse...

bem, olhar para esta mesa e pensar que são estes cavalheiros que decidem os destinos do concelho, só me dá vontade de fechar os olhos.

Anónimo disse...

axo qu os ex-politicos deviam ainda ser condecorados

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Será que numa reunião de Câmara o unico assunto foi o subsidio para os dois Vereadores , eu só digo sobre isto que sed eles têm direito pela lei a culpa é da miséria de governos que tivemos do PS e do PSD, mas também tenho que dizer que esta situação comparado com aquilo que se sabe a nivel Nacional istoé uma pulga perto de um elefante.
Não defendo que eles tenham que receber, defendo que devem receber o que tiverem direito e só mesmo desejo +e que um dia possamos ter um governo e uma Assembleia da Républica com Homens e Mulheres de bem e isso não é o que se sabe.
Estamos a trabalhar para uma seita de partidaristas, começo a perder a vontade de lutar.
O Nosso Concelho é um reflexo do que se passa no País e no Mundo, quem tarbalha está completamente trebalhado para o resto da vida.
E tenho que dizer que aqui por estes blogs e sabendo dos que são responsáveis pelos mesmos , que são uns parasitas , nunca trabalharam, são uns chulos da nossa socedade .Isto só vai mesmo se houver uma outra revolução e limparem estes parasitas do poder.

Anónimo disse...

A malta ICA e PSD continua mesmo ressabiada...

Na farmácia vendem-se remédios para isso. Baratinhos...

PM disse...

Fui eu que eliminei um comentário anterior.
Não concordo nem discordo do seu conteúdo, mas considerei-o lesivo e ofensivo á vida pessoal de algumas pessoas.
Falar anonimamente assim é muito fácil.

Anónimo disse...

este amigo tó vai lhes por a cabeça em agua nas reuniões de camara.
sabes mais ele num dedo do que a vereação toda socialista no corpo todo.

Anónimo disse...

Mais uma para rir... Blog dedicado exclusivamente ao humor têm o tou ca neura...
A internet e a política local realmente são fóruns mto democráticos. Toda a tralha e todos os incompetentes se podem candidatar e ser eleitos e todos os indigentes e ressabiados aqui podem escrever anónimamente e livremente.

wolfinho disse...

Estavas a escrever e a ver-te ao espelho...

lol