09 março, 2007

GAT de T. Novas deixa de apoiar municípios

O Gabinete de Apoio Técnico de Torres Novas, que há décadas tem vindo a dar colaboração na área de projectos a seis municípios da região, vai ficar na dependência exclusiva da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo e deixará de prestar serviços às câmaras como até aqui.
Os concelhos de Barquinha, Alcanena e Torres Novas irão gradualmente esvaziar as encomendas que têm mantido no Gabinete de Apoio Técnico, à semelhança de Entroncamento, Golegã e Chamusca que há já algum tempo o fizeram, na perspectiva da reestruturação em curso.
Segundo a lei orgânica que regulamenta a actividade futura das comissões regionais a nível nacional, a qual foi aprovada em concelho de ministros no passado dia 15 de Fevereiro, os GAT passam a actuar no domínio do ordenamento do território, intervindo nomeadamente nos planos directores municipais e nos planos de pormenor.
in Torrejano

NOTA : Recorde-se que foi este o gabinete responsável por quase todas as obras públicas que nos últimos anos se fizeram em Minde, com excepção para o Pavilhão Gimnodesportivo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Esta só pode ser uma boa notícia para todos os habitantes do concelho.

O GAT é responsável por todos os abortos urbanísticos e técnicos construídos nestes concelhos nas últimas décadas.

Em Minde:

Junta de freguesia, Creche, Mercado, etc.

O fim da picada era ainda ser o GAT a fazer o projecto para os museus ou intervenções ou lá o que se vai fazer na zona da casa Açores.

Chance man

pm disse...

Depende do que vier a seguir