03 fevereiro, 2009

Mais desemprego em Alcanena


A fábrica de peles Constantino Mota, em Alcanena, entrou na última semana de trabalho. O encerramento vai lançar mais cem pessoas no desemprego e num beco sem saída. Muitos são ainda são novos para a reforma mas já são velhos para um novo emprego.



Os mais de cem trabalhadores da empresa pediram a suspensão dos contratos de trabalho, na sequência da decisão da administração de pedir a insolvência.

De acordo com Joaquim Mendes, do sindicato dos trabalhadores dos cortumes, citado pela agência Lusa, os administradores terão informado que a empresa tem uma dívida da ordem dos 9 milhões de euros, 6 dos quais à banca e os restantes à Segurança Social e a fornecedores, pelo que, não tendo crédito, está impossibilitada de adquirir matéria-prima e de pagar os salários que tem em atraso.
Ler mais em "ALCANENA-ONLINE"


1 comentário:

xaralcan disse...

Boa reportagem da SIC com mais alguem a dar a cara mas hà muitos milhares na mesma situaçao, mesmo aqui no Canada e Estados Unidos.
Desejo a essa gente coragem e força para a reorientaçao.

Emidio