11 fevereiro, 2008

VILAVIVA - Associação Cultural de Minde



Faz um ano que o Simão Achega lançou aqui, e no Minderico.com, a idéia de um Centro Cultural Multidisciplinar, e escreveu:
(...) pois aquilo que pretendo, não é criar uma nova associação, mas sim um Movimento chamado VILAVIVA, e que basicamente se resume a um Clube onde todas as ideias que surgem na terra podem ser ouvidas, discutidas e postas em práctica."

Podemos chamar-lhe o que quisermos, mas o certo é que vamos ter que criar mesmo uma Associação em Minde.
Uma Associação, com vários núcleos, que garanta o futuro do JAZZminde e que desenvolva o projecto Natura Minde com eventos como o BTT, canoagem, etc.

O problema não é de agora. A organização do JAZZminde não tem suporte legal contabilístico e tem recorrido a parcerias com a SMM e Casa do Povo. A situação dos recibos é complicada, não podemos ir à procura de grandes patrocínadores, e mais complicado será em conseguir subsídios do Ministério da Cultura. Hoje em dia, "a carolice" tem que estar legalizada.
Com a organização do BTT já estamos a ver uma situação idêntica.
A solução que se nos afigura mais adequada é mesmo criar uma Associação, que vá já funcionar como promotora dos próximos eventos que se estão a projectar.

A idéia será uma Associação dinâmica, com muita gente jovem, e com vários núcleos de áreas de actividades distintas, como o JAZZminde e o Natura Minde, podendo ampliar-se para as artes ou outras àreas.
Arranjar uma sede será o passo seguinte, e como o tempo passa depressa já "contratámos" um advogado para elaborar um projecto prévio de estatutos.
O assunto é sério, depende muito da malta mais jovem de Minde (e não só), pelo que brevemente iremos fazer alguns debates públicos sobre o assunto.



VILAVIVA - Associação Cultural de Minde é um nome que me sôa bem, mas poderá ser qualquer outro. O importante é contribuirmos para o desenvolvimento sócio-cultural de Minde e assugurar a continuidade do JAZZminde e de outros eventos.

Para já podem começar por comentar aqui a idéia e dar sugestões !!

11 comentários:

Alexandre Pires disse...

Uma ideia bastante interessante, esta, aqui proposta.
Estou pronto para participar nela.
Acho que existe espaço no meio cultural e social de Minde, para a criação de uma tal Associação.
Devo no entanto referir, que, as ideias valem o que valem, é fundamental AGIR e INTERAGIR.
Morrem grandes ideias por falta de ACÇÃO.
Se é só para dar "bitaites", estou fora.
Se é "SÓ" para trabalhar pela nossa querida terra, tentando fazer dela maior e melhor soció-culturalmente, estou dentro.
ALEXANDRE PIRES

gAz disse...

Sempre em evolução, é assim que queremos Minde.
E já sabem sempre que puder ajudar, podem contar com isso.
Um abraço.

wolfinho disse...

Acho a ideia gira e bastante interessante.
Penso, e é só ideia, que sendo uma associação relacionada com a cultura, artes e o desporto, ter no nome uma palavra em calão mindrico não ficava mal, mas devo dizer que gosto do nome.

Gonçalo C. Achega disse...

Eu acho uma óptima ideia a associação e claro que concordo com os comentários anteriores.

Este nome cai no goto e é apelativo. Como diz o Wolfinho, logo no nome da associação deverá constar algo que a identifique com Minde e/ou em calão minderico.

A última associação (jovem) que existiu em Minde foi o “POLJE”.
Penso que nunca foi formalizada, não obstante ter durado muito tempo e tido muitos associados/participantes”. Este nome – POLJE – é a denominação técnica que se dá à mata de Minde, constitui por si uma sigla, cai no ouvido e também é invulgar (já há uma associação com este nome e depois para constituir pode ser um problema; é a Vila Viva - Associação Juvenil da Vila da Marmeleira…).

Provavelmente, muitos dos antigos membros do “POLJE” vão integrar a associação a constituir e não haveria problema em saber se se poderia adoptar o nome. Pelo menos não custa perguntar e é mais um nome para considerar…

gonçalo coelho achega

Bruno Enes disse...

É sem dúvida uma ideia excelente esta futura associação, esperemos que apareça bastante gente interessada em levar este projecto avante. Porque já é tempo de fazer avançar Minde.
Para já vem aí o BTTMINDE 2008 e depois muito mais.
Força!!!

Anónimo disse...

Também acho uma óptima ideia.
Uma associação sócio-cultural-desportiva em Minde.
Já que o gonçalo foi ao arquivo lembrar-se do Polje, também queria relembrar a Associação Recreativa Mindense (o "Clube"), que também poderia ser retomado e reformulado por uma nova geração. Penso que não será o melhor, mas é mais uma acha para a fogueira..

http://www.minderico.com/minderico/artigo.asp?cod_artigo=142312

Anónimo disse...

Penso que esta possivel associação a ser criada , deveria ser vocacionada para a organização de eventos que possam projectar Minde para o exterior e não ser mais uma associação cultural ou desportiva.
Penso que neste sentido e nesta perpesctiva é sem duvida vem vinda e vem preencher um vazio que se nota neste campo.Substituir ou concorrer com o nosso Querido Vitória não concordo bem como com o Caorg e a Banda.Ela sem dúvida se for vocacionada para a organização de grandes eventos é uma necessidade porque as colectividades acima referidas não tem concerteza meios e disponibilidade para organizar nestas 2 facetas eventos culturais e desportivos,uma vez que o seu excelente trabalho já as ocupa bastante.Agora ambas ajudarão e participarão porque não nestas actividades.Porque não criar esta associação com representantes destas colectividades e das outras de Minde porque existem muito mais

RCFL disse...

Esta associação não vai competir ou roubar espaço a ninguém e muito menos ao CAORG, a SMM ou o VFCM.

Há actividades, projectos e ideias que chegam para todos e o que será provável é que muitos projectos sejam promovidos em conjunto com estas colectividades, com integrações ocasionais ou simplesmente trabalhando em complementaridade.

Isto hoje em dia já acontece, como referiu o Pedro Micaelo. Quando se realiza o Jazz Minde, por exemplo, não há apoio complementar e integração de elementos de outras colectividades como a SMM, o CAORG e a Casa do Povo?

Como Minde não é uma terra pequena, o mais natural é que muitos dos futuros associados e órgãos sociais façam parte de 2 ou 3 colectividades ao mesmo tempo. Aliás, basta analisar os corpos dirigentes da SMM, do VFCM, do CAORG, dos BOMBEIROS, da CASA DO POVO, do CBESM, e também da JUNTA e da CÂMARA para encontrarmos muitas acumulações de cargos (com as vantagens e desvantagens que isso traz).

E como também foi referido, as colectividades referidas têm já muito trabalho e estão envolvidas em vários projectos e, agora opinião minha, têm um quadro de associados e de dirigentes vocacionado ou orientado apenas para uma determinada área e para uma forma de trabalhar.

Penso que o que é importante é criar uma entidade aberta, dinâmica, flexível, virada para fora, que crie e vá à procura de projectos e que tenha a capacidade de realizar projectos com qualidade, dimensão e continuidade, para benefício de Minde e arredores. E para isso será preciso, acima de tudo, material humano…

ps: há uma coisa que é inegável e é referido pelo anónimo anterior. Nota-se um vazio em Minde nesta área.

Anónimo disse...

mais uma associação para beber umas bjecas e mandar umas carvalhadas

Anónimo disse...

Não, está enganado, Sr.anónimo.
Para isso servem normalmente os cafés e bares...
E essa tirada de "mais uma associação" é um bocado insultuosa para as várias associações que já existem em Minde, não acha?

Simão Gibellino Achega disse...

Caro Micas,
Como sempre podes contar comigo.
Tenho a certeza que com a ajuda de todos podemos pôr a ideia de pé e finalmente passar da teoria à práctica.
Estive a rever o logo e a preparar a apresentação do conceito.
Depois diz-me o que achas-te.

Abraço,

Simão G. Achega