12 setembro, 2007

TGV - Estação em Leiria

O traçado da linha de alta velocidade entre a Ota e Pombal não prevê em Leiria uma estação conjunta que sirva o TGV e a linha do Oeste, de acordo com os documentos agora tornados públicos com o estudo do impacto ambiental.
Esta omissão pode significar a morte da linha do Oeste se esta ficar desligada da rede de alta velocidade e contraria o discurso oficial do governo que defende a complementaridade entre as linhas convencionais e as linhas do TGV.


No actual estado dos estudos, a linha de alta velocidade contempla a “estação da Ota” e atravessa o concelho de Rio Maior junto à serra dos Candeeiros até ao concelho de Alcobaça onde diverge para um “traçado a nascente” e um “traçado a poente” de Leiria. No primeiro a linha passa perto de Porto de Mós e no segundo junto à Marinha Grande.
Em qualquer dos casos não está explícita que a estação de Leiria do TGV seja a mesma da linha do Oeste, situação que, no “traçado nascente” é praticamente impossível.



A Rave (Rede de Alta Velocidade) assegura, porém, que os estudos “verificaram a viabilidade de garantir a articulação das redes de alta velocidade e convencional em qualquer uma das alternativas, apresentando-se, no entanto, o traçado poente como mais favorável”.
Se assim for, a linha do Oeste em Leiria seria alvo de um pequeno desvio para que viesse a “tocar” a estação do TGV articulando-se com esta. Ou seja, Leiria teria numa única estação os comboios de alta velocidade e os comboios do Oeste.
A Rave diz ainda que esta obra terá uma “execução contemporânea” com a da linha do TGV, mas não explica por que motivo os estudos agora disponíveis são totalmente omissos nesta matéria. Isto é, até agora não há quaisquer indícios do Governo de potenciar a linha do Oeste em articulação com a linha de alta velocidade, quer em Leiria, quer na Ota (se esta se concretizar).



No caso do futuro aeroporto de Lisboa se localizar no campo de tiro de Alcochete, deixa de fazer sentido a paragem na Ota, pelo que Leiria será a primeira estação da linha de alta velocidade entre Lisboa e o Porto, o que aumenta a sua importância enquanto ponto colector e distribuidor de passageiros do distrito de Leiria e Oeste.
In "Gazeta das Caldas" »»»

3 comentários:

Sherlock Holmes disse...

Informação errada. A principal estação do TGV vai ser no Vale Alto. Não esqueça que os turistas de Cabo Verde têm de ter acesso fácil á região.
Cumprimentos

Anónimo disse...

~de politiques-ses não reza a história....não haverá por aí um candidato que possa facultar as fotos do mega CONCERTO QUE A NOSSA BANDA teve o privilégio de actuar nas festas da G ançaria...
Digno de ser visto e aplaudido...

ISTO sim tem que ser vincado, e recordado , que tão longe tÊmlevado o nome de MINDE E do CONCELHO ao seu mais altop nivel....

LP

Anónimo disse...

No sitio da camara de Alcanena estão lá muitas fotos desse concerto.