20 janeiro, 2009

BTT MINDE 2008 em estatísticas




A 2ª edição do Raid BTT MINDE, que se realizará no próximo dia 7 de Junho, já mexe. Aliás, para alguns organizadores começou a mexer logo no dia em que acabou o Raid de 2008.
O improviso é uma especialidade lusa, mas o n/ engenheiro estagiou na Suécia e não deixa nada ao acaso. Diz ele que temos que criar um Buzz em volta do evento.
Há que planificar a próxima edição, e para tal as estatísticas são dados importantes para direccionar alvos e objectivos.

Na edição de 2008 a idade média dos participantes foi de 31 anos, tendo sido 16% com menos de 18 anos, 6% = 18-24, 41% = 25-34, 20% = 35-40, e 17% com mais de 40 anos.
O sexo masculino representou 92% das inscrições, e até sabemos que 56% usavam a rede Vodafone, contra 29% da TMN e 14% da Optimus. Relativamente à marca das bicicletas, a mais utilizada era a Specialized com 13%, segue-se a Trek com 11% e a Berg com 7%.
Sabemos tudo, mas relativamente à actividade sexual dos participantes não revelamos os dados. Revelamos sim, através do mapa anexo, o fluxo e os locais de onde vieram todos os participantes que estiveram em Minde no BTT 2008, e, podemos dizer ainda, que o almoço preferido foi a carne à jardineira e o bacalhau à braz.
No mundo das bicicletas sabe-se tudo !!!
Dados compilados pelo Engº Pedro Costa

7 comentários:

Anónimo disse...

Excelente trabalho!

PC disse...

Engº?
Lamento dizê-lo, mas ainda não.
Nada de confundir as pessoas. E quando o for, continuarei apenas e só Pedro. Ou Peter. Sem s. :-)

Espero que as estatísticas sejam úteis. Venha daí um patrocinador!

O objectivo deste ano passa por trazer a Minde quase 1000 pessoas para praticar desporto, em meio natural, em família. E dar mais um passo no sentido de organizar a melhor prova de BTT da zona centro.

Haja vontade. E apoio daqueles que devem apoiar.

Já dizia o outro..."yes, we can!".

Abraços,
/PC

Anónimo disse...

Isto não é por acaso. O Pedro Costa é um jovem que andou por fora, já viu mundo. Não ficou em Minde fechado na concha e a passar os dias na calhandrice oca e sem nexo que é apanágio dos iluminados que vivem em Minde ou noutras cidades e que se juntam ao fim de semana no Bália e no Estaminé a combinarem encontros fúteis.

Anónimo disse...

Olha quem fala...
Se pensasse bem e fosse minimamente inteligente, não diria uma coisa destas. Essa conversa é que é dum pretensiosismo a iluminado...aprende-se em todo o lado caro anónimo!!! Já agora, não me diga que nunca foi ao "Bália" ou ao Estaminé?! Vá lá tomar uma bicazita que vai ver que nem todos somos tão calhandreiros como alega!

Viva o Kopius e o Estaminé!

Bruno Enes disse...

Patrocinadores... isso é o mais fácil...lol

Bom trabalho Peter.

PC disse...

Uma coisa que aprendi pelo "mundo fora": ignorar anónimos.

Abraços,
/PC

pm disse...

Bem respondido PC.
Eu também já estou vacinado contra a praga anónima das más línguas.

Continua lá o trabalho do kit para patrocinadores, e o resto é música. Não compliques muito a coisa.

Yes, you can!

Um abraço,
PM