30 novembro, 2008

Requalificação da Estrada de Minde adiada



Março de 2009 é a nova data apontada para iniciar as obras.
Afinal, as obras de requalificação da Estrada de Minde já não vão arrancar este ano, conforme prometeu o presidente da Câmara Municipal de Ourém. De acordo com o presidente do conselho de administração da Srufátima, Nuno Nobre, as obras iniciar-se-ão em Março de 2009.

Neste momento, “está em curso a finalização do projecto e a preparação dos procedimentos de escolha da equipa de fiscalização e do empreiteiro”, explicou o arquitecto.

Com a duração de sete meses, as obras irão contemplar a renovação total da referida via. De acordo com o projecto que está a ser ultimado, a faixa de rodagem ficará com a largura total de 7 m, garantindo a situação actual (uma faixa em cada sentido).

O projecto prevê ainda a criação de um passeio lateral direito (sentido de saída de Fátima) com 3 m de largura e de um passeio lateral esquerdo (sentido de entrada em Fátima) com 4,5 m de largura, pois é o sentido preferencialmente utilizado pelos peregrinos caminhantes e, como tal, não serve apenas a população citadina. Este passeio é bivalente na medida em que permitirá uma utilização por peões e ciclistas. Estão previstos vários lugares de estacionamento, paralelos ou oblíquos (em espinha) à via, de modo a garantir e suprir as necessidades. Ambos os passeios incluem uma faixa de arborização contígua à faixa de rodagem e iluminação pública presente no mesmo alinhamento das árvores.
Estão previstas, para o passeio esquerdo, bolsas de descanso ao longo da via, equipadas com bancos, papeleiras, bebedouros e apoios para bicicletas. Ambos os passeios terão papeleiras distribuídas ao longo do alinhamento das árvores. Prevê-se, sempre que possível, a criação de faixa de paragem para transportes públicos. Serão ainda colocadas ilhas ecologias que cubram todo o percurso. A sinalização rodoviária será renovada e completada.

Em termos de infra-estruturas prevê-se completar as redes de saneamento (Esgotos Pluviais e Residuais Domésticos), o enterramento das Redes Eléctrica e Telefónica, e a colocação de Rede de Fibra Óptica.

A requalificação está orçada em cerca de 1,8 milhões de euros. O seu financiamento ainda não está garantido. A autarquia está a tentar encontrar soluções de financiamento. Entre elas, está a apresentação de candidaturas a fundos comunitários.
2008-11-28 - Fernanda Frazão em "NOTÍCIAS DE FÁTIMA"



COMENTÁRIO:
Nem de propósito. Coincidência ou não, um dia após publicarmos o post anterior sobre esta Estrada da Vergonha, o Notícias de Fátima revela-nos esta notícia.
Apesar de mais uns atrasos, aparentemente a notícia é agradável e apresenta-nos um projecto bastante interessante, embora eu não acredite que estas obras, que ainda não têm financiamento, se estendam pelo Concelho de Alcanena. Quanto muito alongar-se-ão até Boleiros. O resto irá ficar a cargo da CM Alcanena, e aí já sabemos qual é o destino.
Este "problemazinho" de a obra ainda não ter financiamento também não nos dá grandes garantias e, como habitualmente, este Março arrastar-se-á por mais uns meses com as tradicionais desculpas e tretas políticas. Será mais do mesmo por mais uns anitos até a obra estar concluída.

Faço votos para que esteja enganado e que no fim me possam chamar todos os nomes, e mais alguns, por este meu raciocínio pessimismista e duvidoso.

O melhor mesmo é não desmobilizarmos, continuar a pressionar com toda a energia e, para já, é importante ASSINAR A PETIÇÃO que está on-line no site PNETpetições.

4 comentários:

Fugindo do cagaço disse...

Esta petição pouco ou nada vai ajudar. Nem 100 assinaturas irá recolher!

O quê? Os Mindericos colocarem o seu nome numa petição?

Nem pensar! O cagaço é muito, mesmo quando é uma petição inofensiva e que não ataca ninguém.

pm disse...

Porquê?

Sandra Rodrigues disse...

Já fiz a minha parte. Já assinei a petição e já a divulguei por mais de 100 contactos. Agora espero ter dado resultado. Trabalhei em Fatima, e ir e vir todos os dias não foi uma experiência nada boa! Espero poder contribuir de alguma forma para arranjarem aquela estrada, que é um perigo público.
Cumprimentos, Sandra Rodrigues.

pm disse...

É assim mesmo, Sandra.
Todos por um, e um por todos !!