06 novembro, 2008

O 5º Festival de Jazz de Minde

Não está fácil a realização do 5º JAZZminde.
O Festival de Jazz de Minde começou por realizar-se em Maio. Data inicialmente escolhida pelo facto de se poder inserir nas Festas do Concelho de Alcanena.

Posteriormente, por existir uma certa incompatibilidade com a utilização do Salão Paroquial, devido às aulas da Escola de Música, acordou-se em transferir o festival para o fim do ano lectivo e associar o Festival e a Festa da Música com a festa de encerramento do ano escolar do CAORG. Era uma solução cinco estrelas e agradava a gegos e troianos.

Este ano, devido á existência de muitos eventos em Minde, e no Concelho, nessa data (inauguração do S. Pedro, sardinhadas, Mickael Carreira, etc.), associado ao facto de os músicos nessa altura do ano também terem muitos concertos e, por consequência cachets mais elevados, a organização do JAZZminde optou por realizar o festival depois do Verão.

E a data escolhida foi o próximo fim-de-semama: 7, 8 e 9 Novembro.
Iniciaram-se contactos com os músicos e apresentou-se o projecto à C. M. Alcanena no sentido de a mesma comparticipar, como habitualmente, nos custos do festival.
Com boa vontade, disponibilizamo-nos ainda para a possibilidade de fazermos uma extensão e levarmos o Festival até ao Cine-Teatro de S. Pedro em Alcanena, caso a CMA assim o entendesse. Tratava-se de um reconhecimento dos organizadores em colaborar com a entidade que tem sido o maior patrocinador do Festival.

Legitimamente, a CMA respondeu que este Festival muita orgulha o Concelho, mas que as datas referidas não têm equadramento na programação do Cine-Teatro, pois até ao final do ano de 2008 toda a programação está concluída. Acrescentaram que poderão considerarar a concretização do evento no 1º trimestre do ano 2009, sendo um orgulho colaborar.

Perante as evidências, só restava à organização duas opções: ou se realizava o festival na data prevista e não havia financiamento, ou teríamos que saltar o ano de 2008 e realizar o V Festival em 2009. A sensatez levou os organizadores a votar na 2ª hipótese, e é nessa que iremos trabalhar, para a qual ainda não temos projecto e datas definidas.
Vamos ver no que isto irá dar.

Nota: Entendemos dever esta explicação à população de Minde, que tanto nos tem apoiado, assim como a um grupo de jovens colaboradores que pretendem integrar a organização.



As Receitas do IV Festival de Jazz de Minde
Inicialmente estava definido que as possíveis receitas geradas pelo IV Festival seriam distribuídas pelo CAORG e VFCM.
O IV Festival não deu prejuízo, mas o orçamento era curto e infelizmente as receitas foram reduzidas e quase à justa. Dispomos de cerca de 180 euros em caixa, e por consequência seria quase ridículo distribuir essa importância pelas duas colectividades. Optou-se por guardar esse dinheiro para despesas preliminares da realização do próximo festival, e pensar noutra hipótese de vir a compensar as colectividades.

Nota:
Estas contas ainda não foram publicadas devido à grande dificuldade que existiu em cobrar algumas dívidas (pequenos patrocínios e venda de quadros), mas oportunamente serão tornadas públicas.


O Endereço do site do JAZZminde

Por questões económicas, o endereço jazzminde.com foi "abarbatado" por uma empresa norte-americana de oportunistas que, mal um registo caduca, registam-no logo, e depois pedem dinheiro aos antigos donos. A nós estão a pedir mais de 750 dólares.
Não estamos para sustentar esta gente (nem temos dinheiro), mas o site continua on-line e operacional.
O endereço actual é WWW.JAZZ.MINDE.EU

P'a Organização do JAZZminde

4 comentários:

Anónimo disse...

O jazz minde e a festa da música são eventos espectaculares em Minde.

Principalmente o Jazz Minde, que já é um evento implantado em Minde e de que todos nos devíamos orgulhar.

Mas atenção. Se não vamos a ter cuidado estes eventos ainda vão acabar em Alcanena, como já aconteceu com muitos outros eventos e iniciativas da sociedade civil de Minde (incluindo aqui colectividades).

Parabéns aos organizadores.

pm disse...

Como o próprio nome indica, o JAZZminde numca poderá ser de Alcanena.
Nem Alcanena tem uma base musical tão sustentável que garantisse qualquer êxito a este tipo de festivais.

Anónimo disse...

ESPERO QUE SEJA ASSIM COMO DIZES PEDRO.. PORQUE É UMA PENA DEPOIS DE TODO UM TRABALHO QUE A EQUIPA DO MINDE JAZZ TEVE EM PASSSAR A MENSAGEM QUE EM MINDE Á BOM JAZZ,SÓ NOS RESTA ESPERAR PARA VER..ACREDITAR NESTA RAPAZIADA.

Anónimo disse...

Já pediste subsídio à Câmara?
Provavelmente vão-te dizer que não há dinheiro; gastam-no todo com a programação do recuperado cine tatro S. Pedro!