30 maio, 2009

Lince ancho ao Ninhou e aos seus charales


O projecto de revitalização da Piação do Ninhou ainda vai a santos, mas a Vera e o Peter já completaram a primeira fase, e, no início deste mês regressaram à Terruja das Babosas (Alemanha), onde continuam a trabalhar no mesmo, para regressarem em Setembro.
Através do Jornal de Minde, deixaram-nos uma mensagem de agradecimento e forte apelo para que continuemos a falar Minderico pra diante, para que o mesmo não caia no esquecimento.

Por cá continua o ancho carranchano Carlos Amoroso a dar o seu enorme contributo com as aulas de Minderico às Sextas-Feiras no CAORG.



Lince ancho ao Ninhou e aos seus charales
Aqui a covana Vera Ferreira e o covano Peter Bouda da Terruja das Babosa no Pregal
das Babosas e dos Marcos somos linces anchos ao Ninhou, a todos os seus charales e a um podê de filhos do fernando que são antónio forno pela piação. Jordamos também o nosso lince ancho à do choane e à torre do vieira que jordaram patente no engenho com a piação jordando o neto para o parreiral em que tarrantámos no Ninhou
Neste gertrudes conchego somos vila franca pelos moinhos da fonte de nery das d’el rei do Ninhou na piação e na do badalo de camões, como o penostra da classe do choane nos gambiou a sua da piação.
Aos carranchanos do famoso um lince ancho pra diante por nos gambiarem a tece-tece
do bruxo e a da classe do Justino guedes; aos carranchanos da Classe do Mestre Migança também um lince ancho pelas igualadas e toda a patente no que emanámos; aos charales do chave d’ouro “Estaminé” jordamos um cruzeiro terrantez pelas fuscas que jordámos a grunhir babosas, joãos da garota e regatinhas e a piar à modeia.
Aos charales do Ninhou um LINCE ANCHO e piem à modeia pra diante. Não deixem a piação cair no gualdino.
Um cruzeiro destes covanos e filhos do fernando do Ninhou.
Remirantamo-nos no quadrazal das brinçaleiras.
Vera Ferreira / Peter Bouda

Tradução :
Obrigado a Minde e aos mindericos
A Vera Ferreira e o Peter Bouda, de Munique, na Alemanha, estamos muito gratos a Minde e a todos os mindericos e um grande número de amigos que se interessam pela piação.
Agradecemos também à Junta de Freguesia e à Câmara Municipal que marcaram presença nesta campanha da piação pagando a casa em que dormimos em Minde.
Neste momento estamos à espera das placas de identificação das ruas de Minde escritas em minderico e em português, como o Presidente da Junta nos prometeu.
Aos responsáveis do Jornal de Minde um grande obrigado por nos facilitarem a utilização da Internet e a execução de prospectos; aos responsáveis do CAORG também um grande agradecimento pelas fotocópias e toda a assistência que nos prestaram; à malta do Estamine um grande abraço pelos serões que passámos a beber umas cervejas, tomar café e águas, enquanto se falava em minderico.
Aos mindericos o nosso melhor agradecimento, e falem minderico para a frente. Não deixem a piação cair no esquecimemto.
Um abraço destes covanos e amigos de Minde. Voltar-nos-emos a ver em Setembro.
VeraFerreira / Peter Bouda



COMENTÁRIO:
Estes grandes carranchanos do Ninhou estão a dar o melhor que podem pela nossa Piação. É um assunto muito sério e de extrema importância para Minde. Na calha estão grandes projectos e idéias como a criação do Dia do Minderico, uma conferência internacional em Minde com grandes investigadores linguísticos mundiais, a criação do primeiro centro da Península Ibérica de investigação linguística em Minde, e o sonho de elevar o Minderico a 3ª língua nacional.
Tudo isto pode ser possível, mas para tal é preciso que nós, Charales do Ninhou, também colaboremos, falando Minderico e elevando ao máximo este nosso património cultural.
Vamos todos piar à modeia. Viva a Piação do Ninhou, e um muito obrigado a estes carranchanos.

1 comentário:

Ricardo disse...

Toca a piar à modeia charais!!!
Grande Vera, Grande Carlos e Grande Pete. Lince Ancho por tudo