30 agosto, 2007

Museus adjudicados e à espera de financiamento



A construção de dois museus no concelho de Alcanena, o Museu da Pele/Curtumes e o Museu da Aguarela/Roque Gameiro, foram homologados há duas semanas pelo Ministério da Cultura, mas vão ficar na lista de espera para financiamento.

A construção dos dois edifícios fica assim dependente das verbas que venham a sobrar do quadro comunitário de apoio que está a terminar. O presidente da câmara, Luís Azevedo, acredita que existirão verbas disponíveis para avançar com as obras dos novos museus.

Entretanto, a autarquia já adjudicou os dois projectos. No caso do Museu de Alcanena, que ficará situado na sede de concelho, o projecto de concepção/construção foi atribuído à Lena Construções, do grupo Lena, com o valor de 1 milhão e 650 mil euros. A construção do Museu da Aguarela, situado em Minde, foi adjudicada à empresa Alpeso, de Tomar, por 240 mil euros.
in O Mirante »»



OBSERVAÇÃO :
O Museu da Pele / Curtumes começou por ter uma avaliação prévia de 1 556 500 euros e foi adjudicado por 1 650 000 euros.

O Museu da Aguarela / Roque Gameiro teve um custo estimativo inicial de 500 000 euros, foi a concurso público com o valor de 397 476 euros e acabou por ser adjudicado por 240 000 euros.

INTERROGAÇÃO :
Porque será que uma obra mais volumosa (Museu da Pele) sofreu (para cima) um desvio de cerca de 6,5%, e uma obra menor (Museu da Aguarela) sofreu uma alteração (para baixo) de mais de 50% em relação à estimativa inicial ?


CONCLUSÃO :
Só o dinheiro que vai ser gasto na construção (fora o resto) do Museu da Pele em Alcanena dava para fazer 7 (sete) Museus da Aguarela. Quase um museu por cada uma das 10 freguesias do concelho.

11 comentários:

Anónimo disse...

Os Homens e as Mulheres de CAORG contentan-se com tão pouco!!!!!

Anónimo disse...

è tudo uma camada de corruptos, já nos tiram a camisa. Não nos arrancam a pele porque está agarrada ao corpo, mas logo lá chegam.

Anónimo disse...

Já falei tanto sobre este assunto que posso correr o risco de me repetir. Uma coisa é certa: o que se está a passar é uma vergonha!
É inqualificável que se gaste tanto dinheiro na quilo que vai ser um amontoado de mamarrachos, que ninguém vai visitar, e que se guardem uns patacos para aquilo que é verdadeira arte.
É claro que o CAORG continua mudo e calado e os, ditos Vereadores de Minde, fazem o mesmo.
Eh pá, demitam-se, percam o ordenado mas não percam a vergonha, a dignidade!

Anónimo disse...

Mande mas é demitir-se tambem o seu primo e socio Carlos Menino de Ouro que nunca toma posição sobre nada

Anónimo disse...

É altura de se pensar em substituir a Drª Maria Alzira pela 1ª conservadora do Museu Roque Gameiro a Drª Maria da Graça Carreno .

Talvez as coisas corressem melhor .

Espanta-nos o que o Micas escreve sobre o Museu; acha pequeno ? Propõe outra solução ? Qual ?

Ou já se vendeu á Drª Maria Alzira ?

pm disse...

No comments !!!

Anónimo disse...

Esta notícia é uma vergonha. Como é isto possível?!!

Como é que não há ninguém a levantar a voz a isto, ou na junta, na Câmara ou na Assembleia Municipal?!

Isto vem provar mais algumas coisas, se é que precisavam de provas:

1) Na câmara são uns incompetentes, que estão-se positivamente a marimbar para Minde. Só vêem alcanena, alcanena, alcanena…!

2) Minde está muito muito muito mal servido na vereação camarária e na assembleia municipal. E mais, está também mal servido na oposição e em líderes que consigam ver para além da miudeza dos seus interesses próprios, do seu grupo de amigos, organização ou colectividade.

3) Continua o privilegiamento da Construtora do Lena com a câmara de alcanena. Na maioria das obras de grande porte colocadas a concurso pela câmara de alcanena é a Construtora do Lena que “leva a taça”. Este ponto está intimamente relacionado com o anterior, pois há vários mindericos com interesses ou funcionários da Construtora do Lena e com ligações, directas e indirectas, à Câmara de alcanena ou algumas das suas pessoas.

4) Continua a falta de transparência e publicidade na actuação da câmara de alcanena. Sabe-se pouco, por portas travessas e a más horas. É uma forma de fazer política e de governar um concelho. Pode ser eficiente, mas é de certeza rasca e, naturalmente, está à altura das pessoas que a promovem.

Uma última mensagem:

Em 2009, voltem a votar nesta malta.
E, se não votarem neles, pensem bem em quem é que hão-de votar. Analisem quais as pessoas que vão levantar, corajosamente, a voz a esta vergonha e quais os partidos e respectivos líderes e porta-vozes que se vão pronunciar acerca disto.

Um bem hajam.
jj

Vítor Manuel Coelho da Silva disse...

Caro ou Cara JJ

Não se enerve. E não tenha ilusões. Os Icas vão voltar a ganhar.

Não sei se sabe dos jantares que os Icas e seus amigos têm andado a fazer a pretexto do aniversário deste ou daquele proeminente Ica.

Eles trabalham na sombra e têm as colectividades com os seus homens de mão ou outros "amigos " bem "amarrados" a eles.

Os membros Mindericos das oposições também andam bem "amarradinhos".

E não esqueça também que a terceira idade está com ele (Azevedo). Os passeios e almoços de convívio funcionam.

Por outro lado, olhando para os líderes das várias oposições, que sentimento tem ao ver a sua passividade?

Acha que é em 3 meses antes das eleições que vão dar a volta aos votos?

Não esqueça ainda do seguinte;

1) O Museu-Casota "Roque Gameiro" vai ser feito (chamemos-lhe Recuperação da Casa Açores) - os Mindericos vão ficar muito sensibilizados com a Casota toda arranjadinha e bonitinha.

Nessa altura o Directório do Caorg fará a necessária e suficiente parafernália de concertos, concertinhos, bailes e bailaricos e exposições e exposiçõeszinhas para que o povão fique embasbacado com a "coisa".

2) Entretanto a Zona Industrial será parcialmente construída - mais um motivo para que o povão fique embasbacadinho com mais esta obra que vem atrasada 20 anos.

Nessa altua muito povão dirá: Veio atrasada 20 anos mas o Azevedo fê-la!

Muitas palminhas para o Azevedo!

E assim teremos mais 4 anos de Iquismo e mais 4 anos de cagaço.

Não se iluda Caro ou Cara JJ:

Minde ainda terá de ir mais ao fundo para que as consciências despertem!

Vítor Manuel Coelho da Silva

3 Setembro 2007

pm disse...

Frívola, mas objectiva, gostei desta análise do VCMS.
Concordo que esse será o mais que provável cenário daqui a dois anos.

Aí, a culpa será dos que lá estão (no poder) e dos que lá não estão. É de todos nós.

Anónimo disse...

e dos que votaram neles...

Vitor Manuel Coelho da Silva disse...

Para que fique bem esclarecido.

Nada me move no aspecto pessoal contra qualquer Ica. Move-me apenas o aspecto político.

Quando vir os Icas preocupados com as Eiras, com um Museu Roque Gameiro suficientemente bem dimensionado, com uma localização em alternativa às Eiras das sedes das Banda e Caorg, com o estudo do Polo Industrial a Norte do Concelho, com uma revisão do PDM suficientemente discutida em público, entre outar coisas, talvez mude de opinião.

Até lá irei continuar a malhar no mesmo. Tenho esse direito e fá-lo-ei.

Quanto à Casa Açores, é claro que apoio e sempre apoiei a sua reconstrução. E também apoio a implantação do Museu Roque Gameiro na Casa Açores enquanto mentes mais esclarecidas percebam que ali é curto...muito curto.

Por último, parece-me que os Icas têm de perder a mania de meter medo ao pessoal. Quem julgam eles que são para amedrontar as pessoas?

Não são os donos disto nem ninguém é ... mas sim todos nós.

Vítor Manuel Coelho da Silva